domingo, 24 de março de 2013

Teria o temido animal "chupa cabras", atacado a 42 ovelhas e deixado outras tantas feridas em Comayagua, Honduras?

 


Órgão hondurenho (Senasa), investiga causa da morte de 42 ovelhas em uma propriedade do deputado Valentín Suárez.
Os rumores sobre o chupa cabras tem encontrado forças, pois estaria ligado a morte de grande quantidade de ovelhas em uma propriedade de um deputado deste departamento. Por volta das 5:00 da manhã de 13/03/2013, quando os trabalhadores chegaram ao curral, se depararam com dezenas de ovelhas feridas no pescoço, outras se encontravam sem sangue.
Cerca de 42 animais estavam sem vida e outros 10 feridos, mas não se descarta que o número de animais possa aumentar com o passar dos dias. O rebanho era de 200 ovelhas, informou o deputado Valentín Suárez, proprietário do local, o prédio onde se localizam os currais se encontra próximo a Base Aérea Palmerola.

O parlamentar relatou que ainda que conte com seguranças e cachorros, pela noite não houve nenhum ruído que alertasse sobre a presença de algum animal estranho dentro da propriedade. "Esta é a primeira vez que ocorre esta situação nesta zona e nos preoculpa não encontrar uma causa, pois no Vale de Comayagua, não há animais predadores", disse Suárez.
O custo de cada animal estaria entre 1000 e 1500 lempiras (moeda local), cerca de 150 reais, de acordo com o entrevistado. Suárez informou que os funcionarios da propriedade, faram vigilância noturna com a finalidade de encontrar alguma pista que ajude a esclarecer o ocorrido.

Segundo Tulio Escoto, encarregado da fazenda, as ovelhas mortas tinham de 2 meses de idade a 5 anos. Os currais onde estavam se encontravam em distintas partes, ao indentificar a quantidade de animais mortos, informaram as autoridades do Serviço Nacional de Saúde (Senasa), a fim de investigar a causa da morte. Os técnicos levantaram dados sobre os tipos de lesões que apresentavam os animais e sobre a zona, assim como a gravidade dos animais que se encontravam vivos. Também solicitaram entregar, duas ovelhas mortas para lhes serem feitas autopsias, com a finalidade de determinar a causa e o tipo de ataque que receberam os mamíferos, mediante as análises de sangue e tecidos, que seriam enviados aos laboratórios de Tegucigalpa.

De acoerdo com Marco Polo Micheletti, veterinario, com o estudio dos cadáveres se poderá determinar se as feridas foram causadas por um animal ou com algúm tipo de objeto cortante. Os trabalhadores da propriedade e vizinhos não descartaram a possibilidade de que fosse o “chupacabras”. “As historias do ‘chupacabras’ não tem razão científica, assím que isso fica descartado”, disse Micheletti.
UFOS WILSON: CHAMA ATENÇÃO OS ANIMAIS NÃO TEREM ESBOÇADO RUÍDO ALGUM POIS SÃO ANIMAIS QUE QUANDO PERCEBEM O ATAQUE DE OUTROS DA MESMA ESPÉCIE OU NÃO, FICAM AGITADOS E EMITEM SONS DESESPERADORES, OQUE CORROBORA O PESSOAL DE SEGURANÇA E SEUS CÃES POR NÃO TEREM OUVIDO NENHUM RUÍDO NAS PROXIMIDADES, OS MODUS OPERANDIS LEMBRARIAM OUTROS ATAQUES OCORRIDOS EM VÁRIOS PAÍSES RELACIONADOS AO CHUPA CABRAS, FERIDAS PROFUNDAS NO PESCOÇO E EM OUTRAS PARTES, AUSÊNCIA DE SANGUE E ESTADO ANÊMICO DOS ANIMAIS QUE PERMANECEM VIVOS. NÃO SERIA DIFERENTE A ATITUDE DO VETERINÁRIO AO CONTRADIZER O CASO DESCARTANDO SER O DITO ANIMAL AUTOR DOS ATAQUES POIS, EM OUTROS LUGARES DO MUNDO INCLUSIVE NO BRASIL, FORAM POUCOS AS AUTORIDADES MÉDICAS E SANITÁRIAS QUE FALARAM ALGO SOBRE ESTES ATAQUES, DEIXANDO SEMPRE UM AR DE ACOBERTAMENTO E USANDO COMO DESCULPAS ANIMAIS PREDADORES, MESMO ALGUNS NÃO SENDO CARACTERÍSTICOS ÀQUELAS REGIÕES, PARA DAREM POR ENCERRADO OS CASOS.
FONTE: http://www.laprensa.hn/

2 comentários:

  1. Falam tanto de animais predadores que se esquecem do que esta aconteçendo de fato. Procurem as respostas para tudo isso e acharam no olcutismo

    ResponderExcluir
  2. foi um penis voador

    ResponderExcluir