sábado, 28 de abril de 2012

A reunião do CSPU, mesmo sem uma palestra específica, foi muito boa

IMG_0047
Estas pessoas e mais outras cinco que se fizeram presente, mantém a chama da curiosidade pelos temas ufológicos, muito bem acesa.
Apesar de não ter havido uma exposição de algum tema específico, a nossa reunião não deixou de ser importante e muito participativa. Houveram muitos informes da casuística ufológica de nossa região ( inclusive despertando o interesse de vários companheiros em visitar os locais onde houveram avistamentos para colher informações); falou-se do lançamento do filme “Área Q”, que foi filmado em Quixadá, com atores e produtores brasileiros e americanos, lançamento acontecido no dia 13 deste. Por ter servido de inspiração para tal filme o “Caso Barroso” , um caso de abdução por extraterrestres do senhor Luís Barroso Fernandes, com consequências desastrosas para a saúde do mesmo, fizemos uma pequena explanação sobre os detalhes deste caso que foi pesquisado por mais de 15 médicos  e por ufólogos do Ceará, do Brasil, dos EUA e outros países e ninguém encontrou uma resposta para uma regressão mental que acometeu Barroso até a morte.
Também foi motivo de debates algumas postagens feitas por nós no Blog do CSPU, dentre eles, um que falava da Teoria da Terra Oca, que rendeu comentários sobre muitas das afirmações ali contidas. Pode ter certeza que meus conhecimentos fora bastante aumentados com as informações passadas pelos companheiros durante os debates, perdeu quem não estava presente.
Aguardávamos a presença do companheiro Humberto Sales, Ufólogo ligado ao CSPU- Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica, ao CPU - Centro de Pesquisa Ufológica de Fortaleza e ao CBPDV –Centro Brasileiro de Pesquisa de Disco Voador de Campo Grande – MS, para falar sobre a casuística de Santa Quitéria, mas por motivos superiores não foi possível o seu comparecimento. Porém, não deixamos de citar algumas de suas mais importantes pesquisas naquela área.Como exemplo, eu, David Mendes e Claudio Dias, detalhamos para os presentes, um caso de contato ocorrida na Fazenda Columbia naquele município, uma nave de mais de 5 metros perseguiu um cidadão, chegando a nave a abalroar uma árvores, deixando galhos quebrados, enquanto na sua perseguição ao cidadão. O colega de pesquisa David Mendes, foi até o local e constatou o fato.
Você que é simpatizante deste tema poderá conseguir informações ufológicas, comparecendo às nossas reuniões, que sempre acontecerão na última sexta-feira de cada mães.
Jacinto Pereira
Presidente do CSPU

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Só lembrando

Amanhã sexta-feira acontecerá nossa reunião mensal a partir das 19hs no CEBRAE de Sobral, bem próxima ao Arco. O convidado desta sexta é o Prof. Humberto Sales, que fará exposição sobre a casuística ufológica da região de Santa Quitéria, além dos informes. Humberto é Ufólogo e é filiado ao CPU e ao CSPU. Com certeza

Não esqueça, a entrada é franca. Contamos com sua presença.

Abraço.

Jacinto Pereira

Homem que inspirou filme 'Área Q' ensinou filho a se proteger de óvnis

 

O pai de Francisco Barroso disse ter sido abduzido em Quixadá, no CE.
Caso foi estudado por ufólogos e foi base para filme rodado na cidade.

Elias Bruno Do G1 Ceará, em Quixadá*

Filho de homem cuja história inspirou o filme "Área Q" diz que aprendeu a se proteger de abduções  (Foto: Elias Bruno/ G1)Filho de homem cuja história inspirou o filme "Área Q" diz que aprendeu a se proteger de abduções (Foto: Elias Bruno/ G1)

A rotina do comerciante Francisco Leonardo Barroso, filho do agricultor que disse ter sido abduzido por extraterrestres no sertão do Ceará nos anos 1970, parece não ter mudado após a estreia de “Área Q”, filme inspirado em histórias de contatos extraterrenos contadas na região. O comerciante conta que o pai morto há 19 anos ensinou a ele e aos irmãos como se defender e evitar que fossem levados por objetos voadores não identificados (óvnis).

“Para você se livrar, só se for com um pé (sic) de árvore. Você tem que ir para debaixo porque, com a árvore, o aparelho deles (os extraterrestres) perde o contato”, explica. Barroso diz que o pai ficou com a pele avermelhada e com retardo mental depois de ser levado por óvnis.

O agricultor Luís Fernandes Barroso, segundo o filho, 'teve um contato bem próximo' com os extraterrestres nos anos 1970. “Uma vez por semana, ele ia para a fazenda olhar o rebanho e gostava de sair de madrugada, por volta de 2h da manhã. Um dia, quando voltava de carroça, ele disse que teve contato com algo que parecia um avião, mas que desceu, ficou perto dele e jogou uma luz muito forte, quase de cegar”, diz.

“Não só acredito, como já vi”, afirma Barroso sobre crença em aparições de óvnis na cidade de Quixadá. Dono de um armazém que vende de tudo no barulhento centro do município, ele segue trabalhando na loja até o meio-dia e, depois, vai para a fazenda na zona rural, local da suposta abdução do pai. Francisco Leonardo é o único filho de Barroso que ainda mora em Quixadá. A mãe dele também faleceu, o irmão mora no Piauí e a irmã em outro município do sertão cearense.

Médicos e ufólogos acompanharam de perto o "Caso Barroso" (Foto: Reginaldo de Athayde/ Divulgação)

 

Médicos e ufólogos acompanharam e estudaram
de perto o "Caso Barroso" em Quixadá
(Foto: Reginaldo de Athayde/ Divulgação)

Efeitos da suposta abdução
Após o contato, o comerciante afirma ter visto mudanças físicas e psicológicas no pai, que apareceu com a pele vermelha “como se tivesse queimada” e um retardo mental depois do suposto contato com extraterrestres, fazendo com que os filhos se tornassem responsáveis pelos negócios da família. O caso chamou a atenção de ufólogos de vários países, como Portugal, Itália e Espanha, que visitaram a fazenda para estudar os sintomas e os relatos de Barroso.

“Meu pai passou também por muitos hospitais de Fortaleza e disseram que a mente dele estava como se fosse de uma criança”, conta Francisco Leonardo. O pai dele morreu na fazenda no ano de 1973 com, segundo o filho, o aspecto da pele não correspondia com a idade. “Era como se ele tivesse ficado mais novo”, afirma.

A situação quase foi vivida também pelo filho de Barroso, quando este fazia o mesmo trajeto do pai a caminho da fazenda. “Estava de moto e vi um objeto que emitiu uma luz bem forte. Desviei o olhar para não cegar com aquela luz e desacelerei. Lembrei dos conselhos de meu pai: 'Não se amedronte e não fique nervoso'”, conta. Depois disso, as aparições viraram comuns na vida do comerciante que afirma não haver problema “depois que você se acostuma”.

“Não guardo mágoas dos extraterrestres porque aconteceram outros casos iguais aos do meu pai. É um imprevisto, pode acontecer comigo, com você ou com qualquer um”, diz. O comerciante ainda não assistiu ao filme, mas gosta de saber que o pai serviu de inspiração. “Meu pai foi um dos primeiros que passou por isso. Ver essa história no filme é de se admirar porque ele realmente entrou para a história”, afirma.

saiba mais

Caso não tem solução, diz ufólogo
O ufólogo cearense Reginaldo de Athayde acompanhou o “Caso Barroso” desde o momento em que agricultor teria sido abduzido até a sua morte. “Durante 17 anos, eu e outros pesquisadores íamos uma vez por mês a Quixadá para visitar Barroso”, diz. O contato pessoal foi documentado no livro “ETs, Santos e Demônios na Terra do Sol” (2000), no qual Athayde relata também outros casos envolvendo contatos extraterrestres em municípios do interior do Ceará.

O ufólogo também contou ao G1 que houve tentativas de prosseguir na investigação do caso após a morte de Barroso, mas os filhos do agricultor não concordaram com a autópsia no corpo do pai. “Acreditamos que esse caso nunca seja solucionado, pois fizemos o que podíamos nos 17 anos de acompanhamento”, afirma.

No filme, o agricultor João Batista desaparece após ser abduzido enquanto andava de carroça na zona rural de Quixadá (Foto: Área Q/ Divulgação)No filme, o agricultor João Batista desaparece após ser abduzido enquanto andava de carroça na zona rural de Quixadá (Foto: Área Q/ Divulgação)

Filme
O cineasta cearense Halder Gomes foi o responsável por trazer as locações de “Área Q”, previsto para ser rodado no Arizona, Estados Unidos, ao município de Quixadá. “Em março de 2009, propus ao diretor Gerson Sanginitto abordar esse tema da ufologia de uma outra forma, baseado nas histórias e relatos que cresci ouvindo”, diz Gomes, que nasceu no município de Senador Pompeu, também no sertão Cearense. A terra natal dele fica a poucos quilômetros de Quixadá, cidade conhecida por formações rochosas exuberantes conhecidas como monólitos e que serviram de cenário para o filme.

Halder Gomes, produtor executivo de 'Área Q', no set de gravação do filme (Foto: Área Q/ Divulgação)

 

Halder Gomes, produtor executivo de 'Área Q', no
set de gravação do filme (Foto: Área Q/ Divulgação)

Produtor executivo do filme, Halder Gomes diz que o trabalho de pesquisa levantou casos não só do agricultor Luís Fernandes Barroso, mas também do relato de luzes vistas pelos moradores dessa região do Ceará. “Criamos uma história totalmente ficcional, mas alguns personagens podem ser associados, como fizeram com o Caso Barroso, que é bastante conhecido. Os relatos da escritora quixadaense Raquel de Queiroz foram usados para definir as cores das luzes emitidas pelos óvnis”, explica.

O filme conta a história de um jornalista norte-americano escalado para investigar casos de aparições de objetos não-identificados em Quixadá, cidade que ficou conhecida internacionalmente após relatos de abduções extraterrestres, como o “Caso Barroso”. O longa que estreou na última sexta-feira (13) em 14 capitais com cenas gravadas também em Los Angeles e foi dirigido por Gerson Sanginitto. No elenco, está o ator norte-americano Isaias Washington, além dos brasileiros Murilo Rosa, Tânia Khalil, Ricardo Conti e Karla Karenina.
*O repórter viajou para Quixadá a convite da produção do filme

segunda-feira, 23 de abril de 2012

terça-feira, 17 de abril de 2012

ANGAR 18 - ARQUIVOS EXTRATERRESTRE

Será que o governo oculta Óvnis na base aérea White Paterson, em Deiton, Ohio? "É provável que tenham dezenas de discos voadores acidentados". Existem documentos secretos do governo que provam que os destroços de Óvnis foram levados em segredo para a base? "Os relatos diziam que de 14 a 16 corpos foram retirados da nave". Pela primeira vez na televisão contaremos histórias exclusivas que revelarão segredos. "Eu tinha autorização de segurança máxima, nunca contei esta história na TV". Existe mesmo uma conspiração nos níveis mais elevados do governo americano para ocultar indícios de Óvnis ou tudo não passa de um mito? "Se quiser saber a verdade sobre os Óvnis deve ir a base aérea White Paterson". Arquivos extraterrestres revelará os fatos por trás da lenda do Hangar 18.

Créditos: canal de ConradZiegfried

NÃO ESTAMOS SÓS


Por Paulo Botelho

“Não estamos sós no Universo”.

Carl Edward Sagan (1934-1996), cientista e astrônomo americano.

“Os planetas também são como entidades vivas, assim como todo o Sistema Solar”, já me dizia Carlos Alberto Paz Wells, o Charlie. Ele tivera, nos anos 90, no Peru, um contato físico com extraterrestres testemunhado pelo escritor espanhol J. J. Benitez. Charlie, atualmente, mora em Toronto, Canadá. Nunca mais nos falamos, mas sei que ele continua com o seu trabalho de pesquisador ufológico tão bem relatado em seu livro “Os Semeadores de Vida”. Acho que ele se mandou para o Canadá porque não aguentou o grau de chacota de brasileiros, portadores de extrema ignorância, indigência mental e alienação: tudo junto.

Mais recentemente, o cientista Zecharia Sitchin, do Azerbaijão, diz que a raça humana é uma criação de avançadas civilizações alienígenas. Ele afirma que os extraterrestres que nos visitam estão em um estágio intermediário entre os humanos e entidades transcendentais. Eles são mais espírito; nós somos mais corpo. Certamente eles são melhores que nós. Às vezes, fico imaginando se existe alguma coisa pior que uma grande parte de seres humanos. E que vem aumentando.

As descobertas científicas, atualmente, estão ocorrendo com muita velocidade. Um dos planetas que gira ao redor da estrela-anã Gliese-581 pode ser habitável, com clima propício para a existência de água em estado líquido, segundo um estudo de climatologistas franceses. “Sete vezes mais maciço que a Terra e aparentemente rochoso, o Gliese-581 pode ser o primeiro planeta potencialmente habitável descoberto até hoje”, informam os cientistas do Centro Nacional de Pesquisas Científicas de Paris. Detectado em 2007, o Gliese-581 está a 20 anos-luz do Sistema Solar; esclarecendo: 1 ano-luz = 9,5 trilhões de quilômetros. É nada pertinho para nós terráqueos! Por quê? – Porque ainda não somos capazes de realizar percursos interplanetários. Segundo o Esquema de Classificação de Civilizaçõ es Interplanetárias, concebido pelo astrônomo russo Nikolai Kardashev e pelo físico americano Freeman-Dyson, os extraterrestres resolveram, há muito tempo, suas possibilidades de locomoção interplanetária. Eles têm naves construídas com fantástica formulação aerodinâmica, dotadas de propulsão eletromagnética, capazes de realizar percursos na escala Mach 20-40, isto é: 20 a 40 vezes a velocidade do som, portanto hipersônicas. No nosso caso, planeta Terra, podemos realizar percursos na Escala Mach 2-5, isto é: 2 a 5 vezes a velocidade do som, portanto supersônicas. Ridículo, se comparamos; além de problemáticos propelentes utilizados como combustível. Somos incapazes de locomover por energia eletromagnética, como eles.

Edgar Mitchell,astronauta da Apollo 14 revela: “Muitas das tecnologias existentes no planeta Terra são provenientes de Engenharia Reversa:desmontagem e remontagem de naves alienígenas acidentadas”. – Como discordar do sexto homem a caminhar na Lua?

Como não estamos sós no Universo, minha esperança é que aprendamos a evoluir com os extraterrestres. - Pelo menos, a reaprender a partir de nossas imensas burradas!

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Professor, Escritor e Consultor de Empresas. WWW.paulobotelho.com.br

< papbotelho@uol.com.br Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. >

segunda-feira, 16 de abril de 2012

REPORTAGEM ESPECIAL (COMPLETO) - ARQUIVOS DA KGB - Ufos

OVNI FOI AVISTADO DE ESTUDANTES EM SANTA QUITÉRIA

 


Ampliar imagem

O fato ocorreu na última sexta-feira (06/04/2012), quando um grupo de estudantes, em companhia do professor Humberto Sales, estava fotografando astros luminosos na Fazenda Salão, flagrou objetos estranhos sobrevoando o local. O céu estava limpo e a luminosidade da Lua tornava a noite mais atraente para se observar astros luminosos.

Enquanto a turma trocava informações astronômicas, o estudante Micael Oliveira, pediu para que todos olhassem um objeto luminoso que sobrevoava a casa da fazenda. Munido de câmera digital, o professor conseguiu uma filmagem de trinta segundos. Além disso, algumas fotos.

O fenômeno teve duração de aproximadamente um minuto e meio que, foi o suficiente para que as pessoas apreciassem esse fato de rara beleza. Todos se sentiram abismados e algumas crianças amedrontadas. Na filmagem se ouve o depoimento das testemunhas em que mencionavam: “... é grande...”, “... muda de cor...”, “... parece uma esfera...”.

O OVNI tinha uma forma de esfera achatada e havia uma espécie de disco colado na parte inferior do objeto. Em alguns momentos, ele sobrevoava em linha reta e em outros instantes, fazia piruetas como baixar e subir. Sua cor oscilava em branco, vermelho e ao final da ocorrência azul. A velocidade do OVNI variava e, repentinamente, desapareceu numa velocidade incrível.

“Esses fenômenos são comuns nessa região, pois podemos observar que as ocorrências ufológicas se situam sempre em locais onde há água em abundância ou minérios. Não sabemos exatamente o porquê das aparições de OVNI, o que sabemos de fato é que o fenômeno é real e, em Santa Quitéria, estão se intensificando as ocorrências de natureza estranha. Sabemos também que muitas pessoas são incrédulas diante da fenomenologia ufológica. Quando estudamos um caso desses, sempre enveredamos para o lado científico, evitamos ao máximo em afirmar que a casuística é ufológica. O que realmente fazemos é esclarecer a verdade e nada de viajar no mundo de fantasia. É por isso que chamamos de OVNI e não discos voadores ou espaçonaves alienígenas de procedência ignorada.” Afirma o professor Humberto Sales que há vinte anos pesquisa Parapsicologia e Ufologia.

Grifo Meu: O professor Humberto também faz parte do CSPU, por sinal um grande pesquisador de campo.

Jacinto Pereira

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Óvnis avistados do ônibus espacial da NASA são naves alienígenas?

 

Por Natasha Romanzoti em 11.04.2012

  untit

O funcionário de controle de solo da NASA, em transmissão ao vivo para o público, diz que os astronautas estão apenas vendo “reflexões sobre a lente da câmera”, mas a tripulação do ônibus espacial Atlantis não parece tão convicta.

Um vídeo do YouTube parece mostrar três objetos se movendo lentamente em torno do Atlantis, que flutua em órbita durante uma missão de 2006.

A filmagem começa com um dos astronautas descrevendo ao controle o que estão vendo. O membro da tripulação, sem nome, diz:
“É uma estrutura que definitivamente não é rígida. Não se parece com nada que eu já vi do lado de fora do ônibus, isso é certo”.

Ele continua, dizendo como o objeto “moveu-se rapidamente para a frente da nave, afastando-se, pelo menos, 30 metros”.

Por alguns minutos, nada interessante acontece. Em seguida, a câmera olha para além da carga da nave e concentra-se em três esferas, que parecem estar flutuando em uma formação triangular nas proximidades.

O comentador de controle de solo imediatamente diz que elas são “reflexos na lente da câmera”, mas os membros da tripulação do ônibus não parecem aceitar a explicação, com uma confirmação de que eles estão vendo “três ou quatro dos objetos” e perguntando: “você pode confirmar que é apenas um que está se movendo?”. Assista o vídeo

No entanto, o filme, apesar de ser misterioso, continua muito indistinto para se tirar quaisquer conclusões sobre se um ET realmente estava observando a missão do ônibus espacial ou não.Muitos usuários do YouTube estudaram o vídeo e acreditam firmemente que a tripulação está olhando para lixo espacial.

Então, é improvável que os astronautas tenham estado perto de verdadeiras naves alienígenas. Mas ETs poderiam estar em torno Seul, recentemente?

Um misterioso objeto redondo branco foi filmado voando perto de um avião de passageiros acima da capital da Coreia do Sul, no dia 7 de abril. O clipe, que também foi colocado no YouTube, gerou controvérsias.

Quando o Óvni surge na tela, parece acelerar e pode ser ouvido fazendo algum tipo de barulho, como se estivesse tentando chamar a atenção de alguém.

O vídeo foi carregado pelo usuário “Crazybreakingnews”, que comentou: “Parece um pouco estranho, e não é semelhante aos outros vídeos. Se for realmente real e não uma farsa, parece uma espécie de robô militar”.

O usuário “Psued0Name” disse: “Quando estabilizado, é fácil ver o que está acontecendo com o vídeo. As bordas do OVNI não estão borradas, como todos os outros objetos de fundo, parece um efeito separado do fundo. Certamente falso”. [DailyMail]

Grifo Meu: Neste vídeo aparece um Óvni idêntico aos  Disco Voadores que foram vistos durante as aparições de Nossa Senhora na cidade de Baturité (CE), entre Set/94 e Dez/97, caso que envolvia um médium de nome Ernane dos Santos. Um caso pesquisado pelo CPU de Fortaleza.

http://hypescience.com/ovnis-avistados-do-onibus-espacial-da-nasa-sao-naves-alienigenas/comment-page-1/#comment-219446

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Reunião do CSPU deste mês será dia 27

DSCF0674O local da próxima será a sala 1 de reuniões do SEBRAE de Sobral. Logo mais estaremos definindo a pauta. Todos já podem se sentir convidados, a entrada é franca.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

[eBook Grátis] Jesus Extraterrestre

De:

"Marco Giroto" <giroto@gmail.com>

Totalmente legal, liberado pelo próprio autor. Esse livro é muito bom e já vendeu mais de 20 mil exemplares aqui no Brasil. Mensagem do autor:

Em comemoração de 1 ano do lançamento do livro e também da páscoa que foi ontem, estou liberando o eBook "Jesus Extraterrestre - A Origem" de GRÁTIS para quem ainda não leu e gostaria de ler no iPad/Tablet/Kindle/PC, etc.. Basta entrar no site http://JesusET.com.br/, se cadastrar e depois se logar. Quando se logar, irá aparecer o link GRÁTIS no Menu. Basta fazer o download. Compartilhe para todos os seus amigos para que eles também possam ler o livro! Abraços.

site: http://JesusET.com.br

securedload

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Em marco histórico, CEFAA e Cridovni assinam acordo de cooperação

 

Iniciativa inédita surpreende positivamente a Ufologia Sul-americana

Categoria: ABERTURA UFOLÓGICA | PESQUISA | UFOLOGIA OFICIAL | UFOs E AVIAÇÃO

securedownload

Ricardo Bermúdez [E] e Ariel Sánchez assinam o termo de cooperação. Crédito: Patrício Díaz Montecinos

Durante a Feira Internacional do Ar e do Espaço (FIDAE) 2012, ocorrida em Santiago (Chile) de 27 de março a 01 de abril, foi celebrado um acordo de cooperação entre o Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (CEFAA), entidade da Direção Geral de Aeronáutica Civil (DGAC) representada por seu diretor, o general da reserva da Força Aérea Chilena (FACH) Ricardo Bermúdez Sanhueza, e a Comissão Receptadora e Investigadora de Denúncias de Objetos Voadores Não Identificados (Cridovni), dependente da Força Aérea Uruguaia (FAU), representada por seu presidente, coronel Ariel Sánchez.
Os dois países - Chile e Uruguai - levam muito a sério o Fenômeno UFO e se preocupam oficialmente com sua manifestação, presença e consequências [Veja edições UFO 178, 182, 185 e 186]. Bermúdez palestrou em março no International UFO Congress 2012 e Sánchez [Correspondente internacional da Revista UFO] concedeu entrevista exclusiva ao editor da publicação A. J. Gevaerd [Veja No Uruguai, militares pesquisam UFOs há mais de três décadas, sem segredos e O Uruguai é um dos poucos países que admite pesquisar os UFOs oficialmente], onde já solicitava esta união entre nações Sul-americanas na pesquisa dos UFOs. O major do Exército Chileno Rodrigo Bravo Garrido [Consultor da Revista UFO], membro do CEFAA e coautor da obra Ufologia Aeronáutica: Um Novo Conceito no Estudo dos UFOs também estava presente.
Pontos do acordo
Considerando que CEFAA e Cridovni estão interessados no estudo científico de Fenômenos Aéreos Não Identificados (FANIs), é de extrema utilidade compartilhar as informações e os antecedentes que cada um coleta, como também difundir entre a comunidade científica. Ambas entidades se comprometem a:
• Trocar informação relevante sobre casos de relatos de FANIs, obtidos pelo CEFAA ou Cridovni, que sejam considerados de relevância suficiente para realizar uma investigação científica que permita chegar a conclusões válidas sobre o Fenômeno UFO.
• Trocar informação sobre metodologia de pesquisa de forma permanente, já que esta tende a evoluir no tempo de acordo com novas ideias científicas, instrumentação e capacidades analíticas, especialmente sobre procedimentos e ações recomendadas a pilotos e controladores de tráfego aéreo, antes, durante e após um encontro FANI, em virtude da mútua preocupação do CEFAA e Cridovni pela segurança das operações aéreas.
• Promover a análise em forma conjunta da investigação dos FANIs, coordenando a promoção de seus resultados entre a comunidade científica, pesquisadores e público em geral.
Entre os convidados desta reunião encontravam-se os representantes da cada uma das áreas da Defesa e Segurança Nacional - Exército, Marinha, Força Aérea, Carabineiros e Polícia de Investigação (PDI) -, o Comitê Interno composto por servidores públicos da DGAC e externo do CEFAA, integrado por astrônomos, físicos, médicos e membros ativos dos diversos ramos da Defesa, bem como assessores externos do comitê.
Lista de assinatura do acordo com o Uruguai
Diretor Geral da DGAC
General de aviação Jaime Alarcón
Secretário Geral da DGAC
Pablo Ortega Canelo
Integrantes do CEFAA
Ricardo Bermúdez Sanhueza, diretor
Gustavo Rodríguez Navarro, secretário executivo
José Lay Lagos, encarregado de relações internacionais
Integrantes do Cridovni
Coronel Ariel Sánchez Ríos, presidente
Carlos Perez Lavagnini, assessor
Convidados civis
Patricio Díaz Montecinos, técnico eletrônico assessor do CEFAA
Marcelo Moya, assessor
Assessores externos
Mario Ávila Sobarzo, químico nuclear
José Luis Cárdenas Núñez, medicina aeroespacial da Universidade de Santiago do Chile (Usach)
Ulisses Faundez Tejos, geógrafo Univ. do Chile
Crystian Sánchez Ortiz, psicólogo
Marina Stepanova, física de plasma da Usach
Álvaro Orsi Moyano, doutor em astronomia
Representantes das Forças Armadas
Capitão Pablo Fontes Díaz, Carabineiros
Comandante Javier Luttecke, Aviação Naval
Major Rodrigo Bravo Garrido, Exército

O pesquisador de La Serena Patricio Díaz Montecinos [Consultor da Revista UFO] foi convidado a participar na qualidade de próximo colaborador do comitê, devido a sua ampla experiência e trajetória na investigação do tema ufológico no Chile.
Para as dirigentes do grupo argentino Visión Ovni, Andrea e Silvia Perez Simondini [Respectivamente correspondente internacional e consultora da UFO], da diretoria da Comissão de Estudos do Fenômeno OVNI da República Argentina (Cefora), "este fato é transcendental na busca da construção de um diálogo em comum, e entrelaça os vínculos que nos levarão a encontrar as respostas que tanto procuramos. Será um benefício para toda a América Do Sul."

Portal da Ufologia Brasileira, link: http://www.ufo.com.br/noticias/em-marco-historico-cefaa-e-cridovni-assinam-acordo-de-cooperacao

Abraços otimistas!

Paulo R. Poian.

Coordenação Portal da Ufologia Brasileira www.ufo.com.br

Consultor da Revista UFO Brasil www.ufo.com.br

Blog: http://www.ufo.com.br/blog/paulopoian

Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=100001759462999
E-mail 1: poian@ufo.com.br
E-mail 2: paulopoian@gmail.com

domingo, 1 de abril de 2012

Historia Sobre os Anunnaki

 


Anunnaki significa “Aqueles que desceram dos céus” na língua suméria; para os hebreus eram Nefilim, Elohim e para os egípcios antigo, Neter. Descobertas arqueológicas e artefatos recolhidos nos últimos duzentos e cinquenta anos são a base da teoria de que uma avançada civilização proveniente de Nibiru – um planeta distante, mas do nosso próprio sistema solar – desembarcou na antiga Mesopotâmia a aproximadamente 450 mil anos atrás; eram os Anunnaki, alienígenas que colonizaram a Terra com o propósito de extrair grandes quantidades de ouro. Sua mão-de-obra foi arrebanhada entre os humanos primitivos, que foram manipulados geneticamente.
.

Há 250 mil anos, o sistema de colonização alienígena começou a declinar em virtude da pouca produtividade e rebeliões dos escravos humanos, especialmente nas minas. “Os Anunnaki decidiram então criar um novo ser para substituir os humanos primitivos. O geneticista Enki e o chefe de medicina Ninhursag, realizaram diversas experiências e criaram um híbridos usando material do homo-erectus, de animais e dos próprios Anunnaki. O resultado foi o homo-sapiens, que veio ao mundo para ser escravo! Como os primeiros homo-sapiens eram híbridos, não se reproduziam. Como precisavam de mais escravos e o tempo que dedicavam para criarem mais servos estava comprometendo os volumes de produções, realizaram novas experiências que permitiram a auto-procriação de suas criaturas.
.

Quando os sapiens tornavam-se muito numerosos, parte deles era expulso das cidades Anunnaki e, assim, gradualmente espalharam-se pelo planeta. Mas as criaturas surpreenderam os criadores: eram belos e se desenvolviam muito bem. Algumas fêmeas começaram a servir de parceiras sexuais para os colonizadores. Essas uniões eram férteis, produziam prole. Mas isto era uma situação inaceitável para a elite dos Anunnaki que decidiram exterminar a população colonizada – a humanidade – provocando uma colossal inundação em época próxima à reentrada de Nibiru nas proximidades da órbita da terra. Esse dilúvio aconteceu há aproximadamente de 12 mil anos atrás.
.
Muitos humanos foram salvos por Enki, que simpatizava com aqueles que ele mesmo havia criado. Por milhares de anos, homens e mulheres foram escravos e soldados. Os Anunnaki usavam seus servos nas guerras que travaram entre si, na construção de palácios e cidades, em instalações astronômicas localizadas em todos os continentes. Eles ocuparam não somente a Mesopotâmia, como também o Egito, a Índia, as Américas. Por isso os sinais de sua presença são encontrados em praticamente todo o mundo.
.
Seis mil anos depois do dilúvio, os Anunnaki que aqui permaneceram resolveram que era hora de deixar o planeta e, gradualmente, conduziram a raça humana à independência, introduzindo um sistema sociopolítico fortemente hierarquizado. Linhagens de reis foram estabelecidas, possivelmente considerando a descendência direta dos próprios Anunnaki: eram os “Iniciados”, versados em ciências como matemática e astronomia, conhecedores de técnicas de medicina, arquitetura e engenharia. Dinastias cuja continuidade era feita por meio “colégios” – os “colégios dos mistérios”.
.
Mistério de Tiamar – O outro nome da Terra
.
Há 500 mil anos atrás o planeta Terra não se chamava “Terra”. O nome “Terra”, do grego gaia, é uma inovação recente. O antigo nome do nosso planeta é Tiamat. Era um lugar completamente diferente do que conhecemos hoje e localizava-se no espaço em outra posição, mais distante do sol, entre Marte e Júpiter. Marte, que ficava mais perto do sol era, então, habitado, com um clima temperado e água abundante em estado líquido. Este fato, embora não divulgado, foi amplamente estudo pela NASA e cientistas de outros órgãos.
.

Tiamat estava mais próximo da estrela Sírius (ou Sothis, como a chamavam os antigos egípcios). O sistema planetário de Sírios e o sistema do nosso Sol eram parte de um mesmo e único sistema maior – parte de uma unidade cósmica. Os dois sistemas ainda são gravitacionalmente conexos com um terceiro sistema, outro fato que começa a ganhar espaço nos meios científicos.
.
O “Sistema Regional de Sírius” gira em torno de um sol central chamado Alcyone, estrela situada na constelação das Plêiades ou “Quadrante das Plêiades”. O conjunto Sol-Sírius-Alcyone descreve uma órbita ao redor do centro da galáxia (Via Láctea) em direção da estrela de Sagitário. Todo o movimento orbital do megasistema tem uma duração de 200 milhões de anos. Este grande ciclo deve completar uma revolução em 21 de dezembro de 2012, data prevista pelos maias para a deflagração de catástrofes apocalípticas.
.
Evidências Astronômicas
.

A prova definitiva da veracidade da tradição suméria seria o reconhecimento científico de um décimo planeta (ou 12º astro) no sistema solar, ou seja, a “descoberta” de Nibiru com tamanho, órbita e outras características descritas nos registros da Mesopotâmia.
.
Plutão foi descoberto em 1930 e Caronte, sua lua, em 1978. A análise de Plutão mostra que determinadas peculiaridades da órbita deste planeta e também das órbitas de Urano e Netuno somente podem ser explicadas pela existência de um planeta desconhecido que deve ser bem maior que Plutão e mesmo a Terra.
.
Entre 1983 e 1984, o IRAS – Infrared Astronomical Satellite – registrou informações relacionadas a um décimo planeta. Em 1992 novas descobertas foram publicadas na imprensa norte-americana sobre “…mais um planeta em nosso sistema solar, denominado intruder”. Os cientistas iniciaram, então, a confrontar dados da astronomia clássica com traduções de Zecharia Sitchin, especialmente com a tradução de ‘Enuma Elish’, “…que narra a história da formação deste sistema solar”! São dados antiguíssimos que falam “…do planeta Tiamat, do tamanho de Urano, cuja órbita passa entre Marte e Júpiter”.
.
“O grande planeta Nibiru foi capturado pela força gravitacional do sistema solar e sua entrada no conjunto causou anomalias nas luas dos outros planetas. Nibiru colidiu com Tiamat e enormes fragmentos entraram na órbita da Terra. Um desses fragmentos veio a ser a nossa Lua”.
.
O interesse de antigos e contemporâneos por Nibiru ocorre de uma questão bem prática. Os relatos arqueológicos são claros: a passagem deste planeta a cada 3600 anos nas proximidades da Terra produz efeitos sensíveis na realidade ambiental; catástrofes são desencadeadas. A passagem de Nibiru é, possivelmente, a causa da mudança nos pólos da Terra, dos regimes da marés, dos padrões climáticos, dos desvios da órbita e choque com asteróides que são arrastados pelo “intruso”. Hoje, especula-se, que Nibiru pode ter provocado a extinção da vida em Marte, o fim dos dinossauros e o dilúvio bíblico.
.

Representações maias de pilotos antigos


Peças representando um jetpack

O "Dogu", astronauta ancestral que teria visitado o Japão antigo, no período Jomon

Artefatos milenares do Peru e México comparadas c/ fotos de astronautas e pilotos modernos

O "astronauta de palenque

Peças representando um ônibus espacial

Obeliscos sumérios retratando uma possível estação orbital
Evidências Tecnológicas
.
Há muito tempo escavações arqueológicas têm trazido à luz artefatos, ferramentas, máquinas e registros que, por suas sofesticações, surpreendem estudiosos e cientistas. São objetos inexplicáveis para a ciência histórica e acadêmica a exemplo de: No deserto do Iraque foram encontradas baterias de argila com eletrodos datadas em 2 mil e 500 anos antes de Cristo; em uma pirâmide funerária, havia um modelo de aeroplano perfeitamente funcional.
.
Mais recentemente, a redescobeta de ouro monatômico em sítios arqueológicos do Oriente Médio veio reforçar a crença em civilizações do passado altamente sofisticadas. As substâncias monatômicas são supercondutoras de energia em temperatura ambiente e possuem propriedades anti-gravitacionais. Somente nos últimos anos o ouro monatômico tem sido investigado pela física. Arqueologicamente, entretanto, o ouro monatômico mesopotâmico é conhecido desde 1889, quando sir Flinders Petrie demonstrou que o material foi produzido há 3 mil anos atrás.
.
Evidências Documentais
.
O registro histórico documentado sobre a existência e as realizações dos Anunnaki começaram a aparecer nos primeiros anos do século 19. Diversas escavações arqueológicas na Mesopotânia (atual Iraque) acabaram revelando que “a aproximadamente 6 mil anos atrás houve uma avançada civilização na Suméria”! Centenas de placas de argila contendo informações relacionadas não somente com às questões do cotidiano, a exemplo do comércio, casamentos, ações militares, sistema de cálculos astronômicos, etc., mas também placas com escrita cuneiformes falando dos Anunnaki!
.
Fica evidente que os sumérios sabiam perfeitamente que aqueles aliens eram criaturas vivas, de “carne e osso”. A Biblioteca de Assurbanipal, apesar de ter sofrido um incêndio, não perdeu nada de seus documentos feitos de argila, resistente ao fogo. Assim, foram preservadas 400 placas cuneiformes que contém a história de tempos muito antigo; uma espécie de “cápsula do tempo” feita de barro cozido. São estes documentos que contam a saga dos Anunnaki.
.


Evidências Genéticas
.Os registros sumérios localizam o “…laboratório, onde os Anunnaki criaram o homo-sapiens na região leste da África Central”. Coincidentemente é a mesma área onde foi encontrado o mais antigo DNA mitocondrial – do fóssil que ficou conhecido como Lucy – e, ruínas de minas de ouro com mais de 100 mil anos. Parte desse documentos descrevem, ainda, avanços da engenharia genética! Vale registrar que o rápido progresso da espécie humana sapiens é notavelmente anômalo face aos milhões de anos que foram necessários para consolidar os membros mais antigos do nicho dos homo-erectus.
.

Alguns dados “científicos” vazados para a imprensa
.
1. Nibiru é um de muitos planetas que orbitam uma Estrela Escura (Dark Star) ou Anã Marrom (Brown Dwarf). Esta Estrela Escura tem ao todo sete planetas: cinco pequenos, Homeworld (o sexto planeta, do tamanho e similar à Terra) e Nibiru, o sétimo planeta – embora haja dúvidas se seja realmente um planeta.
.
2. Quando a Estrela Escura fica no periélio (posição mais próxima do nosso Sol), entre 60 e 70 AU (AU = Astronomical Unit – unidade astronômica igual à distância média entre a Terra e o Sol. aproximadamente 150 milhões de quilômetros, ou 500 segundos-luz / 8 minutos-luz), a órbita de Nibiru, que fica a 60 AU da Estrela Escura, possui uma órbita suficientemente alongada para atravessar nosso sistema solar, geralmente nas proximidades da órbita de Júpiter, apesar dessa órbita poder variar.
.
3. A inclinação orbital de Nibiru é cerca de 30 graus em relação ao nosso plano solar ou da eclíptica. Quando Nibiru atravessa nosso sistema solar em movimento retrógrado (sentido oposto em relação aos demais planetas) gera gigantescas e generalizadas perturbações electromagnéticas que afeta os corpos celestes próximos.
.
4. Quando Nibiru aproxima-se do nosso sistema solar interior, ele acelerará rapidamente por debaixo da eclíptica, passando atrás e por baixo do Sol antes que ele passe para cima da eclíptica num ângulo de 33 graus.
.
5. Do polo sul ou extremo sul da Austrália, Chile ou Argentina, Nibiru será visto pelas pessoas – a partir de 15 de maio de 2009 – como uma estrela vermelha brilhante do tamanho aproximado da nossa Lua. Ele estará se movendo de baixo – a partir da órbita da terra – para cima.
.
6. A partir de junho de 2011, todos na terra poderão ver Nibiru a olho nú.
.
7. Em 7 de setembro de 2012, dia em que Nibiru estará mais próximo da terra: somente a 1,4636 UA (219,6 milhões de quilômetros – 731,8 segundos-luz / 12,20 minutos-luz).
.
8. Em 21 de dezembro de 2012, Nibiru estará a 2,7950 UA (419,3 milhões de quilômetros – 1.397,5 segundos-luz / 23,292 minutos-luz) da terra. Esta não é uma data crítica para o planeta terra.
.
9. Em 27 de abril de 2013, entre as 6 horas da manhã até às 11 horas da noite, Nibiru estará a apenas 1,5720 UA (235,8 milhões de quilômetros – 786 segundos-luz / 13,1 minutos-luz) da terra, se afastando continuamente dessa parte da galáxia até regressar novamente em aproximadamente 5614.
.
Informações que se enlaçam?
.
1. “Astrônomos reputados acreditam na existência de um planeta desconhecido – um planeta X – em algum lugar além da órbita de plutão pois afirmam que é a única forma de esclarecer as anomalias detectadas nas órbitas de Netuno e Urano…” New York Times, em 19 de junho de 1982.
.
2. Em 1982 a NASA reconheceu publicamente a possibilidade de existir um planeta extra solar. Um ano depois, “…numa espécie de frenética corrida espacial”, a NASA lança o IRAS – Infrared Astronomical Satellite.- projeto patrocinado pelos Estados Unidos, Inglaterra e Holanda. Este sofisticado satélite, lançado com o mínimo de informações sobre seus objetivos, acabou ”localizando um enorme corpo celeste”, como foi divulgado em 1983 pelo jornal Washington Post, em entrevista à Gerry Neugebauer, cientista chefe do JPL-IRAS (Jet Propulsion Laboratory), que afirmou: “Um corpo celeste provavelmente tão grande como Júpiter e tão próximo da Terra, podendo inclusive ser parte do nosso sistema solar, foi encontrado próximo à constelação de Orion. Tudo o que posso dizer é que não sabemos o que é isso”.
.
3. No inicio de 1984 a NASA anuncia a construção de um potente telescópio no Polo Sul: SPT – South Pole Telescope. no inicio de 2006 Nibiru iniciou a ser observado e estudado a partir deste telescópio.
.
4. Em março de 2007 a Noruega e a ONU firmam parceria para construção de uma “Caixa Forte Internacional de Sementes” com o declarado objetivo de “salvar a agricultura mundial no caso de catástrofes futuras…”
.
5. Três exemplos de informações divulgadas pela imprensa que estão gerando outras interpretações, “…como se parte das lideranças mundiais desejasse convencer a sociedade humana sobre a existência de vida for a da Terra”: Vaticano admite que pode haver vida for a da terra; astronautas da missão Endeovour estão convencidos de que há vida extraterrestre; Inglaterra abre arquivo secreto sobre OVNIS, etc.
.
Observando o Planeta X
A partir de maio de 2009, quem observar cuidadosamente o nascer ou pôr do Sol no extremo sul do nosso planeta (Polo Sul, Austrália, Argentina ou Chile) poderá ver um “pequeno sol vermelho, ao lado do nosso já conhecido Sol. Este é o Planeta X ou Nibiru como muitos hoje o denominam.
.
Algumas especulações divulgadas na web
.
1. Os Annunaki, “os Gigantes ou Deuses de Antigamente”, habitam Homeworld. Nibiru é na maior parte inabitável.
.
2. Nibiru e/ou suas luas foram responsáveis pela destruição de Maldek, que agora é o Cinturão de Asteróides (localizado entre as órbitas de Marte e Júpiter). Ele também causou as crateras e cicatrizes superficiais na nossa Lua e nos planetas do nosso sistema solar, assim como as inclinações axiais variáveis dos planetas em suas órbitas.
.
3. Nibiru pode ter causado o afundamento de Lamuria, Atlântida e o Dilúvio de Noé.
.
4. Membros da NASA, Pentágono, Departamento de Defesa americana, Serviços de Inteligência Militar internos, SETI (Search for Extra-Terrestrial Inteligence) e CIA especulam que 2/3 da população do planeta podem morrer durante cataclismas planetários que culminará com a inversão dos pólos; causados pela passagem de Nibiru.
.
5. Essas mesmas agências governamentais e públicas também estimam que outros 2/3 dos sobreviventes poderão morrer de fome, sede, frio e outros agentes climáticos, nos 6 meses após a passagem de Nibiru.
.
6. Diversos governos já conhecem a gravidade dos acontecimentos que se aproximam e estão se preparando para salvar o que for possível. Eles sabem que não poderão salvar a todos – tentarão salvar àqueles que forem mais necessários para sobrevivência da espécie humana e, talvez de outros animais. Eles têm planos, você têm algum?
.
7. O volume de informações que estão “vazando” por membros de agências governamentais e públicas que estão apar dessa delicada questão está rompendo a barragem e liberando essas informações para a sociedade humana. Mas até que ponto o “vazamento” dessa informações é bom? Em parte, acreditamos, que isso é negativo pois além de alimentar boatos e especulações pode gerar pânicos coletivos que, se ampliados, pode até inviabilizar ou tornar bem mais difíceis ações públicas que estão sendo feitas para tentar salvar pelo menos parte de nós e de nossa cultura.
.
FONTE:http://www.book-of-thoth.com/blogs/oddthings/

POSTADO POR SUNSETOFFICIA

http://deusesastronautas.blogspot.com/2011/05/historia-sobre-os-anunnaki.html