terça-feira, 13 de agosto de 2019

A existência de extra terrestres é com certeza o que as pessoas esperam...

Alienígenas estão se cruzando conosco, diz acadêmico de Oxford | Arquivo UFO

arquivoufo.com.br

Renê Fraga


O acadêmico de Oxford, Dr. Young-hae Chi, afirma que a humanidade tem tido alguns encontros muito próximos, de fato.

O dr. Chi, que é instrutor no Instituto Oriental de Oxford, certamente não é estranho às teorias “lá fora” e acredita que os extraterrestres inteligentes não estão apenas visitando, mas também vivendo entre nós.

Em uma palestra de 2012 intitulada “Alien Abduction and the Environmental Crisis”, Chi citou o trabalho do pesquisador de abdução americano David Jacobs, que argumenta que extraterrestres estão tentando colonizar nosso planeta através de cruzamentos com sua população humana para produzir uma nova espécie híbrida.

Chi argumenta que esses visitantes extraterrestres podem estar reagindo a grandes ameaças à humanidade, como a mudança climática e a proliferação de armas nucleares.

“Não são apenas cientistas e teólogos, mas também espécies não humanas que parecem estar muito preocupadas com a sobrevivência da espécie humana”, disse ele. “Pode-se supor mais ou menos que o projeto híbrido é uma resposta a este iminente fim da civilização humana.”

Ao fazer mais para combater a mudança climática, argumenta ele, “não apenas podemos nos salvar, mas também provar que os alienígenas estão errados em seu julgamento de nossa capacidade moral”.

Em 2018, o dr. Chi abordou a The Oxford Union sobre a realização de um debate formal sobre esses conceitos, mas sua proposta foi finalmente rejeitada.

“A julgar pela maneira como os ETs estão agindo, eles têm uma visão melhor do nosso futuro, talvez esteja apontando para um futuro pessimista”, disse ele ao The Oxford Student.

“Então, eles vêm não pelo bem de nós, mas pelo bem deles, pela sobrevivência deles (mas a sobrevivência deles também é nossa sobrevivência) a sobrevivência de toda a biosfera. Foi aí que eu progredi no desenvolvimento da minha teoria e Eu ainda estou procurando mais evidências para apoiar minha opinião. ”

Sobre o autor

é bacharel em administração de empresas e fundador da FragaNet Networks - empresa especializada em comunicação digital e mídias sociais. Em seu portfólio estão projetos como: Google Discovery, TechCult, AutoBlog e Arquivo UFO. Também foi colunista de tecnologia no TechTudo, da Globo.com.

Fonte: https://arquivoufo.com.br/2019/05/23/alienigenas-estao-se-cruzando-conosco-diz-academico-de-oxford/

sexta-feira, 26 de julho de 2019

Era moderna dos discos voadores


lu79521gl1hb_tmp_ba6e0bfd1892faeb Página de catálogo sobre formatos de UFOs da Mutual UFO Network (MUFON). Crédito: MUFON

A chamada Era Moderna dos Discos Voadores foi iniciada oficialmente em 24 de junho de 1947, dando espaço ao termo Ufologia – estudo dos UFOs, do inglês Unidentified Flying Objects, e também de seus tripulantes – e ufólogo para o pesquisador do assunto.
Estudo dos UFOs. Só isso?
Completa 72 anos nesta sexta-feira, 24 de junho de 2019 e, no decorrer deste tempo, descobrimos, detectamos, investigamos, documentamos, fotografamos e filmamos toda uma gama de ocorrências cada vez mais sólidas e comprovadas de fenômenos e efeitos físicos, químicos, biológicos, ópticos, eletromagnéticos, elétricos, térmicos, astronômicos, sociais, históricos, entre outras. Avistamentos, pousos e abduções invariavelmente semelhantes entre si, traumas, seqüelas físicas e psicológicas em testemunhas e vítimas etc.
Alguém que realmente tenha estudado e pesquisado de modo imparcial e sem preconceitos estes fatos, não conclui de forma alguma que “tudo não passa de equívocos e devaneios”. Muito pelo contrário, indivíduos cada vez mais capacitados e formados nas mais diversas áreas científicas vêm surgindo com grande interesse e admiração pela Ufologia, sendo gradativamente incorporados e contribuindo, cada qual em sua especialidade profissional. Na busca de pistas, evidências, soluções, metodologias apropriadas, tecnologia e equipamentos inovadores, teorias, respostas, formas de tratamento e recuperação de abduzidos e muito mais.
O estudo dos Discos Voadores e seus tripulantes, ao contrário do que muita gente imagina, envolve multidisciplinaridade e interdisciplinaridade, engloba simplesmente ‘todas’ as ciências e formas de investigação de que dispomos em termos mundiais. E para quem se espanta com esta afirmação, vamos citar, resumidamente, as ciências mais relevantes de que necessitamos e utilizamos para tratarmos do fenômeno, tendo em vista, especificamente, as partes interessantes à Ufologia.
Ufologia de A à Z
Antropologia – Estudo científico da espécie humana, sua origem, evolução, costumes, instituições etc. Nesta disciplina, investigamos possíveis vestígios da influência alienígena em todas as civilizações, raças e povos, sem distinção, como também suas relações com a humanidade contemporânea;
Arqueologia – Estudo das civilizações pré-históricas, utilizando-se de monumentos, objetos, documentos, ossadas, etc por elas deixados. Alguns pesquisadores se dedicam à busca e compreensão do chamado “elo perdido” entre as espécies, outros acreditam na possibilidade da coexistência entre civilizações avançadas cientificamente, habitando em pomposas metrópoles, e seres primitivos morando em cavernas, isoladamente. Utiliza-se o termo Ufoarqueologia para a busca de indícios extraterrestres no passado arqueológico humano;
Astronomia – Ciência que estuda a formação, constituição, posição relativa e leis dos movimentos dos astros. Alguns deles são freqüentemente confundidos com UFOs, por isso, toda pessoa interessada no assunto deve ter noções básicas desta atividade, que desenvolve papel importante na pesquisa e localização de estrelas e planetas com chances percentuais de abrigar vida. Praticamente toda semana, em algum meio de comunicação, surgem comentários sobre as estrelas e novos planetas descobertos. Estrelas são sóis e um sol pode abrigar vários planetas, assim como em nosso Sistema Solar, o que multiplica infinitamente a quantidade de planetas existentes no universo. O avanço e aprimoramento na construção, capacidade e tecnologia de telescópios nos fornecerão surpresas fascinantes;
Biologia – Ciência dos seres vivos, leis da vida e a relação com o meio ecológico. Nela também existem lacunas sem solução, mas esta disciplina é a base para melhores questionamentos e buscas sobre nossas origens e evolução, incluindo o ramo da genética, parte da biologia que estuda as leis da hereditariedade e as partículas (genes) responsáveis por esse fenômeno, mutações, hibridismo, tecnologia genômica, bioquímica, além das técnicas laboratoriais de análises utilizadas também em certas investigações ufológicas. Exobiologia e astrobiologia são exatamente o estudo das formas de vida em outros orbes;
Filosofia – Estudo que visa a compreensão da realidade em sua inteireza, especialmente da orígem e do sentido da existência. Todo ufólogo e simpatizante também é um filósofo em potencial;
Física – Ciência que estuda as propriedades e a estrutura dos corpos, dos sistemas materiais e as leis que explicam as modificações que ocorrem em seus estados e movimentos, sem que haja alteração de sua natureza. Está sempre em crescimento e expansão, surgindo novos campos de estudo, onde fenômenos que aparentavam ser independentes e sem nenhuma relação entre si mostram-se posteriormente como partes diferentes de um único fato mais complexo. Seria difícil definir com precisão seu campo de atuação, pois a física se encontra em contínua evolução, é utilizada em comunhão com as mais variadas ciências e áreas da tecnologia, sendo a responsável direta por inumeráveis conquistas, inclusive algumas controversas, como a energia atômica ou nuclear.
Divide-se em diversas partes, como acústica (estudo de fenômenos sonoros), eletromagnetismo (fenômenos elétricos e magnéticos), mecânica (fenômenos do movimento), óptica (natureza da luz e seus fenômenos), termologia (fenômenos térmicos) etc. Ou seja, grande parte dos efeitos produzidos pelos UFOs deveria ser de total interesse aos físicos em geral, mas parece mais fácil ignorá-los, afinal são “apenas” objetos voadores não identificados, que desafiam a gravidade e possuem regras físicas próprias! Porém, cedo ou tarde, pelas trilhas citadas acima, perceberão por si mesmos o quão estavam enganados e quanto tempo perderam com inúteis falsas explicações e indiferença.
Além da física quântica e mecânica quântica, a direção tomada pela chamada física moderna ou nova física já está provando aos mais ortodoxos que muitos fatos, métodos, regras e teorias científicas estão rumando e indicando para novos e amplos estudos, reformulações onde uma nova visão de mundo e universo implicará indubitavelmente na constatação do óbvio. Teorias como das super cordas, multiversos e dos buracos de minhoca (wormholes), citando apenas exemplos clássicos;
Geofísica – Trata das características e propriedades físicas do planeta. De nosso interesse específico, temos a Geofísica Espacial, que busca a compreensão dos fenômenos físico-químicos que ocorrem na Terra e no espaço próximo, com estudos sobre o campo geomagnético e suas variações espaço-temporais, fenômenos elétricos na atmosfera e condutividade elétrica nas camadas internas do planeta;
Geografia – Estudo dos aspectos físicos da superfície da Terra. Tem sua importância na investigação de campo, onde precisamos compreender a localização, tipo de relevo, vegetação, hidrografia e outros aspectos morfológicos de cidades e locais de pesquisa;
Geologia – Origem, constituição e as transformações do globo terrestre e da vida sobre ela existente. Estas modificações produzem materiais e fenômenos naturais com influência direta e indireta em nossas vidas, sendo relevantes à compreensão dos processos físicos e químicos que levaram o planeta a ser tal como o observamos;
História – Narra os fatos políticos, econômicos, culturais e sociais notáveis na vida de um povo ou da humanidade; Conjunto de obras e conhecimentos derivados dessa ciência; Estudo da origem e desenvolvimento de uma arte ou ciência. Os acontecimentos que podem ser interpretados como ufológicos em toda dimensão da história são incomensuráveis e amplamente documentados em literatura especializada, inúmeras publicações, com ações e reações típicas de ocorrências do gênero. A partir do exato momento em que governantes, militares e cientistas assumirem de uma vez por todas a interação entre humanos e alienígenas como realidade, terá início uma revisão sem precedentes nesta disciplina;
Neurologia – Parte da medicina que trata das perturbações e doenças do sistema nervoso. Tem sua importância na tentativa de compreensão dos processos cerebrais aos quais são submetidos os abduzidos ou pessoas que estiveram próximas de um UFO. Atualmente, temos a neuroteologia, a mais recente iniciativa de cientistas para explicar os eventos místicos, antes rotulados de sobrenaturais. O rigor científico sempre foi utilizado para sepultar as tentativas de se levar a sério a ocorrência dos chamados fenômenos espirituais, que eram incluídos como patologia da mente. Agora, novas técnicas de pesquisa tentam decifrar alguns dos maiores enigmas da humanidade, como a fé, meditação, estados alterados de consciência, viagens astrais, contatos ufológicos etc, através de imagens obtidas na intimidade do organismo por equipamentos de última geração, como tomógrafos guiados por feixes de pósitrons, as antipartículas de elétrons. Estes pesquisadores buscam entender o relacionamento entre espiritualidade e cérebro. E nós devemos ficar de olho na neuroteologia, buscando uma aproximação com estes profissionais;
Psicanálise – Métodos de investigação psicológica dos processos mentais criado por Sigmund Freud(1856-1939) e que visa o tratamento das desordens emocionais. Relevante nas tentativas de compreensão das abduções, como também na identificação e separação entre real e imaginário;
Psicologia – Estudo de fenômenos psíquicos e o comportamento humano e animal; Conjunto de disposições psíquicas e mentais de uma pessoa ou classe de indivíduos. Seriam as abduções frutos do imaginário humano? Elas acontecem em todas classes sociais, formações religiosas ou intelectuais, atingem todas as raças, povos, sendo uma “anomalia” global;
Psiquiatria – Parte da medicina que abrange o estudo e tratamento de doenças mentais. Em algumas clínicas psiquiátricas, foram identificadas pessoas que, salvo algum equívoco inevitável, são portadoras de sintomas típicos aos abduzidos com seqüelas psicológicas graves;
Química – Ciência que estuda a composição das substâncias, suas propriedades e as leis que regem suas reações, combinações e transformações. Utilizada em variados tipos de análises e testes em amostras, além da importância universal, pois os elementos químicos estão presentes em nós, nosso planeta e no cosmos. A química teve sua orígem graças à alquimia e muita gente se esquece desta verdade pregressa, em que “malucos” pioneiros buscavam cura para as doenças, o elixir da vida, fórmulas mágicas para se transformar qualquer material em ouro, entre outras excentricidades que acabaram se tornando a base da medicina e farmacologia modernas;
Teologia – Estudo ou tratado das questões religiosas relativas à divindade e a sua relação aos homens. Nem é necessário comentar, não acham?
Além destes tópicos, embrenhamo-nos em estudos das doutrinas, textos sagrados, em hipnose, parapsicologia e afins. De outro lado, as tecnologias, metodologias e procedimentos policiais, militares, de serviços secretos, enfim, onde quer que o ser humano tenha se manifestado inteligentemente –ou nem tanto – sempre houve espaço para as pesquisas e descobertas ufológicas.
Por esse motivo, este humilde autor pede desculpas antecipadas por alguma falha ou esquecimento na descrição e relação das áreas de atuação em Ufologia moderna. Trata-se de uma modesta síntese, lembrando que algumas área abrangem outras tantas em seu leque e assim sucessivamente.
Enfim, sejam todos bem-vindos ao estudo do século. E parabéns à Ufologia por mais uma vela no bolo da trajetória humana no planeta, sem nunca nos esquecermos dos grandes pioneiros, aqueles que possibilitaram estarmos aqui hoje, aqui e agora. Saudações a todos!

Crédito: MUFON

quarta-feira, 24 de julho de 2019

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Convite Ufológico

Jacinto Pereira de Souza

20 de julho às 15:08 ·

Saudações ufológicas aos ufólogos e simpatizantes do assunto,no face book. Dia 27 deste mês, estarei recebendo alguns amigos na minha casa no Sítio Cavalo Bravo, Caiçara, Cruz-CE para um bate papo ufológico a partir das duas e trinta da tarde. Você que gosta de Ufologia, Ovinologia, Discos voadores, Et e alienígenas, está convidado. Um abraço a todos.

segunda-feira, 15 de julho de 2019

Um milhão de 'libertadores de ETs' quer 'invadir' Área 51 apesar de alerta da Força Aérea dos EUA


Locais perto da zona secreta Área 51 nos EUA


CC BY-SA 2.0 / Airwolfhound / Little A'Le'Inn - Rachel, Nevada

Mundo insólito

08:56 15.07.2019(atualizado 09:18 15.07.2019) URL curta

3100

A criação de um evento no Facebook para a suposta "invasão" da ultrassecreta Área 51, localizada no estado americano de Nevada, já atingiu 1 milhão de internautas que confirmaram estar prontos a participar.

O objetivo da "invasão" da base por esses fãs de OVNIs é, segundo dizem, libertar "os alienígenas" que estariam nas instalações secretas do deserto.

As Forças Armadas americanas estão cientes do plano e alertaram as pessoas sobre os riscos e consequências que podem ocorrer, caso o maior evento de desobediência civil de todos os tempos nos EUA venha de fato a acontecer.

"Podemos nos mover mais rápido do que as balas deles", afirmam os criadores do bizarro evento.

Mas, com mais de um milhão de ativistas marcando comparecimento até o momento, e com quase o mesmo número de pessoas mostrando "interesse" no evento, a Força Aérea dos EUA poderá ter que enfrentar um número sem precedentes de indivíduos desarmados.

"Nós desencorajaríamos qualquer um de tentar entrar na área", disse anteriormente uma porta-voz da Força Aérea americana, expressando esperança de que os entusiastas de OVNIs entendam que uma tentativa de violação de uma instalação militar não é motivo de piada.

Chuva de memes

Apesar da ameaça muito real de que as autoridades não teriam outra escolha senão usar a força no caso de uma verdadeira invasão em massa, os memes não param de brotar na Internet com a hashtag #Area51memes a todo vapor.

O regime de segurança em torno da Área 51, que tem sido alvo de atenção por parte de todo tipo de conspiracionistas e caçadores de extraterrestres durante muitos anos, parece não assustar os "invasores".

​"Estou em perigo"; eu no ônibus indo para a Área 51 sabendo que estou prestes a ser morto

​Guardas vendo pessoas tentando entrar na Área 51

Em janeiro, policiais dispararam contra um homem que tentou entrar na zona em um objeto cilíndrico não identificado, escreveu o tabloide britânico Metro.

Fonte: https://br.sputniknews.com/mundo_insolito/2019071514219212-um-milhao-de-libertadores-ets-planeja-invadir-a-area-51-apesar-de-alerta-da-forca-aerea-dos-eua/

domingo, 14 de julho de 2019

China planeja 'caçar extraterrestres' com radiotelescópio gigante


O radiotelescópio chinês FAST, o maior do mundo, está situado na região montanhosa da província de Guizhou


© AP Photo / Liu Xu

Ciência e tecnologia

05:40 14.07.2019(atualizado 06:02 14.07.2019) URL curta

231

O principal objetivo dos pesquisadores chineses é detectar exoplanetas com campos magnéticos fora do nosso Sistema Solar.

Os cientistas chineses apresentaram seus planos de 10 anos para o maior telescópio esférico do mundo, conhecido como FAST, que incluem a busca de planetas habitáveis fora do nosso Sistema Solar, conforme um artigo publicado na revista Research in Astronomy and Astrophysics.

O telescópio tem como principal objetivo procurar exoplanetas em um raio de 100 anos-luz em relação a Terra em função de seus campos magnéticos que os protegeriam do vento solar e permitiriam abrigar vida, tal como no nosso planeta.

"Sem a proteção do campo magnético, a atmosfera da Terra seria levada pelo vento solar" e a maioria dos seres vivos "não sobreviveria", pois "estaríamos expostos ao duro ambiente cósmico", explicou Li Di, cientista chefe do FAST, à Xinhua.

O FAST, que está localizado em Da Wo Dand (Guizhou, China), é um radiotelescópio de quase 500 metros de largura que detectou duas estrelas giratórias, conhecidas como pulsares, em outubro de 2017.

Ele também tem como missão escutar os sinais de rádio interestelares para identificar possíveis extraterrestres. "Se houver civilização no espaço exterior, o sinal de rádio que envia será similar ao que podemos receber quando um pulsar se aproxima", afirmou Qian Lei, membro da Academia Chinesa de Ciências.

Fonte: https://br.sputniknews.com/ciencia_tecnologia/2019071414211138-china-planeja-cacar-extraterrestres-radiotelescopio-gigante/